Trabalho e capacitação

Acredito que só pelo trabalho, o homem pode chegar à realização dos seus ideais, sem depender de auxílios, ajudas ou qualquer espécie de assistencialismo. Sei que por um período, é preciso ajudar as pessoas que estão abaixo da linha do pobreza ou as “invisíveis”, mas se conseguirmos qualificar estas pessoas e incentivar a entrada delas no mercado do trabalho, daremos um salto como sociedade e como país.

E por acreditar nisto, desde 2006 trabalho com a organização Social EU QUERO TRABALHAR ( www.querotrabalhar.org.br ), da qual fui vice-presidente até o início das eleições. O papel da organização é ser ponte entre o trabalhador e as empresas. Nos últimos anos, a organização realocou mais de 2 mil pessoas, atendeu mais de 3 mil, instruiu desempregados a conseguir um novo emprego ou uma nova atividade profissional.  É imprescindível que Cotia gere mais empregos, pois isto vai diminuir a necessidade de deslocamento da população  para outros municípios. Isso é possível! Com incentivos a novas indústrias, centros de distribuição e comércios ajudaremos a trazer novos empregos para a cidade. Ao estreitar ainda mais o relacionamento dos empresários com o Poder Público, conseguiremos manter os empregos existentes e fomentar novas vagas. A requalificação profissional é uma das saídas para o desemprego: capacitar o profissional desempregado é a única maneira de recolocá-lo no mercado de trabalho. O desemprego alcança níveis cada vez mais altos nas camadas sociais menos instruídas. O analfabetismo eletrônico tem que ser combatido para que o nosso país alcance a vanguarda mundial da tecnologia.

Uma população economicamente ativa tem a capacidade e oportunidade de manter sua saúde física e mental. Logo, trabalho também é saúde!

Siga-nos no Instagram: